Cada ser vivo possui um ser interno que é associado à vida. Esse ser denomina-se Elemental e todos os Elementais intercedem junto ao plano existencial. Os elementos da Natureza possuem seu espírito que compõe todas as manifestações da matéria. Quando falamos de elementos, falamos do Éter, do Fogo, da Terra, da Água e do Ar.

A Elementoterapia estabelece um contato com os Elementais (Espíritos da Natureza) por intermédio de rituais e meditações e, com essa conexão, se viabiliza encontrar a origem de qualquer processo que nos acometa nessa existência.

Cada emoção está composta de uma energia Elemental. Por exemplo, a ira é filha do Fogo; o medo é filho da Água; o apego, da Terra; a fantasia é a menina dos olhos do Ar. Por intermédio do controle de um desses Elementais, nós podemos auxiliar qualquer pessoa a reduzir parte de seus problemas. Dominar a Natureza é controlar impulsos psíquicos e, para fazê-lo, os Elementais tornam-se altamente favoráveis ao intercessor, que é o mago que ritualiza.

Um Elemental tem o poder de favorecer ou impedir a vida de uma pessoa, portanto esta sagrada ciência também se associa ao Xamanismo, que reage de maneira exatamente igual aos procedimentos dos Elementais, apenas tendo outro nome.

A palavra Xamanismo tem em sua composição a força de outras palavras, mesmo não sendo escrita na forma da pronúncia, ou seja, Xama: fogo, Manismo: culto às almas de defuntos e oferecimento de oferendas e sacrifícios. No grego, os significados indicam homens que se divinizam. Ama, ama, amar algo ou alguém. A palavra em si significa o homem que se diviniza pelo amor e pelo fogo. Esse homem controla a si e à Natureza que o cerca.

Nos utilizamos do Xamanismo com o intuito de despertar nas pessoas as condições necessárias para controlar a sua própria natureza e a Natureza que está à sua volta.